Guia de Destinos

Inclua Pamukkale no roteiro para a Turquia

pamukkale

Pronto! Esse é o motivo de porque você deve incluir a pequena cidade de Pamukkale no seu roteiro pela Turquia: as piscinas travertinas, uma obra de arte da natureza considerada Patrimônio da Humanidade. Mas corra porque a cada ano elas estão secando e o acesso ao banho cada vez mais proibido.

Acesse já nossa página inicial promoção de passagens aéreas e confira as promoções relâmpago do momento!

Mas, afinal, o que são essas piscinas travertinas?

São uma série de cascatas (ou degraus) solidificadas, formada pela ação do tempo onde o cálcio existente na região, em contato com a água mineral quente das nascentes, se petrifica. Essa água perde o dióxido de carbono e só resta o calcário, que dá cor às piscinas. O cálcio petrificado passa a impressão de neve ou algodão. Daí o nome de Pamukkale, que em turco significa “Castelo de Algodão“. Para adentrar o Parque Natural de Pamukkale e apreciar o espetáculo, é necessário pagar uma taxa no valor de 35 liras turcas (TL).

É terminantemente proibido usar sapatos ou tomar banho de roupas nas travertinas (parece que a tinta têm escurecido o branco da montanha). Seria uma forma de preservar esse patrimônio.

Dica de post: saiba mais sobre passagens aéreas baratas de madrugada GOL, LATAM, Azul e Avianca.

Antique Pool – a piscina da Cleópatra

pamukkale
Antique Pool e as colunas do Templo de Apolo

Há quem diga que as piscinas, principalmente o calcário, têm poderes medicinais e rejuvenecedores, assim como as águas termais da Antique Pool, conhecida como Piscina da Cleópatra (sem comprovação histórica), e que também faz parte do Complexo de Pamukkale. Muitos dizem que a beleza e jovialidade da rainha do Egito viriam dessas águas. É preciso pagar 32TL para nadar na estância termal. Você pode deixar seus pertencentes em lockers mediante caução.

No fundo da Antique Pool, estão depositadas colunas do Templo de Apolo, que não resistiram à ação de terremotos.

O Complexo é muito bem estruturado para os turistas passarem o dia, com bar, restaurante, loja de souvenirs, banheiros, vestiários e serviços de spa.

Aqui, vale dizer que não há a necessidade de pernoitar em Pamukkale, se você não quiser. Pode-se chegar de manhã cedinho de ônibus (mais longo) ou avião (mais caro), guardar as malas na agência de viagem que vender sua passagem de ônibus para o próximo destino, curtir o complexo e ir embora no fim do dia. Pode ser cansativo, mas é um forma de otimizar seu tempo de viagem. Se você vier de avião, há a opção de reservar um transfer compartilhado da Bay-Tur (ismailbaytur.com/), que te leva do aeroporto de Denizli até a cidadezinha de Pamukkale, ou solicitar ao seu hotel.

A Cidade de Hierápolispamukkale

Só não esqueça que ainda temos as ruínas da cidade de Hierápolis para visitar antes de ir embora. Justamente pelo Parque Natural de Pamukkale ser tão agradável, os romanos decidiram erguer ali uma cidade cosmopolita e que possuía réplicas de Roma, como o Teatro Romano, muito bem preservado. As ruínas de Hierápolis se estendem por quilômetros ao redor do complexo. Por isso, vá com tempo para conhecê-la.

Uma dica: use protetor solar sempre. O calcário branco reflete o sol muito mais intensamente e conhecer Hierápolis requer uma boa caminhada debaixo do sol.