Notícias

Número de casos de coronavírus pode aumentar. Saiba como se proteger!

Um estudo do Instituto Pensi estima que o número de casos de coronavírus pode aumentar consideravelmente nas próximas semanas. Até o dia primeiro de abril, o país pode ter 30 mil casos registrados. 

A projeção foi feita usando os cenários de outros países como base. Como a disseminação do novo coronavírus tende a ser rápida, a demanda nos hospitais e postos de saúde poderá ser muito além da capacidade destes estabelecimentos. As autoridades sanitárias temem que a estrutura não seja o suficiente para atender a todos pacientes.

Medidas preventivas

Para frear a chamada transmissão comunitária, fenômeno em que os vírus se espalha de maneira incontrolável e, assim, se torna impossível perceber a origem da propagação, foram tomadas diversas medidas preventivas. Lembrando que já foram confirmados casos de transmissão comunitária em São Paulo e no Rio de Janeiro.

Muitas pessoas vêm questionando a necessidade do isolamento. Especialmente nas redes sociais há um burburinho sobre uma possível postura equivocada e exagerada dos governos municipais, estaduais e federal.

O isolamento se faz necessário para prevenir a transmissão do novo coronavírus entre pessoas consideradas casos confirmados, suspeitos, prováveis, quem teve contato com doentes e portadores sem sintomas. Trata-se de uma forma antiga e eficiente de prevenção. 

A população geral pode ajudar ao ficar em casa o máximo possível até que notícias sobre o controle da propagação sejam anunciadas. Dessa forma, diminuem-se as chances do coronavírus chegar até os grupos de risco. Diferente da quarentena, o isolamento não é obrigatório, ou seja, cabe às pessoas terem consciência e evitar eventos, locais e reuniões movimentadas.

Como se proteger

É preciso ressaltar que não se sabe ainda como o coronavírus age em países de temperaturas mais quentes. Será possível identificar padrões de propagação e contágio nas populações das nações do hemisfério sul apenas ao observar as próximas semanas. 

Todavia, como o coronavírus gera casos graves muito rápido, faz sentido tomar medidas drásticas para contê-lo. Vale todo cuidado para impedir que o Brasil seja tomado por casos como aconteceu em outros países.

Veja abaixo como se proteger:

  • Use álcool em gel com frequência, principalmente quando chegar ou sair de ambientes fechados.
  • Utilize máscaras se achar necessário. Por enquanto, não foram divulgadas recomendações sobre o uso delas. 
  • Lave bem as mãos com sabão, cuidando para higienizar todas as áreas, desde as pontas dos dedos até o antebraço.
  • Evite passar as mãos no rosto sem tê-las lavado anteriormente.
  • Mantenha os ambientes ventilados e limpos.
  • Use lenços descartáveis para higiene nasal.
  • Quando espirrar, cubra a boca com o cotovelo ou use um lenço de papel.
  • Mantenha distância de pelo menos 1 metro de outras pessoas.
  • Evite contato físico direto.
  • Se estiver com gripe, procure descansar, se alimentar bem e permanecer hidratado. Assim, você impede que seu sistema imunológico fique fraco.

Para mais orientações, visite o site do Ministério da Saúde. Se for viajar nos próximos dias, se informe no site da Anac antes

Outra dica é apenas confiar em fontes oficiais e descartar ‘notícias de redes sociais’ sem fonte. Sempre que receber algo semelhante, procure mais sobre o assunto para confirmar a sua veracidade. É muito provável que sejam fake news. Evitar a histeria é essencial em momentos delicados como este. 

(Informações atualizadas em 18/03 às 11h).